Legalização da maconha cria novas marcas e pode gerar US$ 20 bilhões anuais nos EUA

Com autorização para uso medicinal em 18 estados norte-americanos e para uso recreativo em outros dois, a maconha está atraindo a atenção de investidores nos Estados Unidos.

Segundo Jeffrey Miron, economista da Universidade de Harvard (EUA), o mercado totalmente legalizado pode gerar US$ 20 bilhões em vendas anualmente nos Estados Unidos. Durante entrevista ao ABC News, o especialista afirmou que o tráfico e a venda autorizada em todo país movimentem cerca de US$ 100 bilhões.

Diversas marcas já estão sendo criadas, como a Nugtella, que mistura chocolate com maconha medicinal em uma embalagem que faz referência à Nutella, marca da Ferrero, criada em 1963. O produto, feito com chocolate de avelã e óleo de haxixe, foi desenvolvido pela Organizares, custa US$ 25 e só é vendido em lojas especializadas na Califórnia, para quem faz uso de maconha como medicamento, mas prefere não fumá-la.

nutella_maconha_fora_da_mira

Oportunidades de mercado

Jamen Shively, ex-gerente da Microsoft, fundou a Diego Pellicer, a primeira marca de varejo norte-americana especializada no ramo da maconha. A companhia irá lançar em breve roupas, alimentos, bebidas e até tecnologia a partir de derivados da planta.

A empresa também tem como projeto abrir uma rede de cafés e chás inspirada na Starbucks, mas com produtos feitos a base de maconha. Por fim, a Diego Pellicer também pretende criar lojas para o comércio de mudas da planta para o varejo, em Colorado e Washington, onde a maconha já é liberada para uso recreativo.

Cigarros ‘verdes’
Outra companhia que entra forte nesse novo mercado é a Prohibition Brands, criada por Brian Laoruangroch. A empresa quer se tornar a nova “Malboro” e fabricar cigarros de maconha em grande escala. Durante o comercial produzido para divulgar a nova marca, o próprio Brian afirma: “Estamos aqui para inaugurar o primeiro negócio internacional de maconha”.

De acordo com o site da Prohibition Brands, a empresa espera pela patente com as especificações para a fabricação do ‘Roach’, um cigarro de maconha com filtro para uso individual. Atualmente, a companhia já comercializa na Europa o ‘Marijuanettes’, uma mistura de maconha com cigarro e também uma espécie de charuto a base da planta.

*Como já divulgado pelo blog Fora da Mira, a maconha é a droga ilícita mais consumida em todo o mundo. Veja o relatório da ONU que aponta essa e outras conclusões na matéria “Cannabis é a droga mais consumida no mundo“, publicada em 14/10/2013.

Anúncios

3 pensamentos

  1. imaaaaaaaaaaaagina voce ficar com larica por comer e depois de comer ficar com larica porque comeu denovoooo ?? ooooooooooomg kkkkk

  2. Muito bom! Deu até agua na boca… eita coisa gostosa! Come, da fome… come, da fome de novo… aí come. Aí da fome. Aí come… \o/

E aí, o que achou? Dê a sua opinião no Fora da Mira!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s